Postagem em destaque

Quarta Colônia Italiana do RS

segunda-feira, 13 de outubro de 2008

Família de Ângelo Rorato e Maria Guttardo Rorato

O tronco dos Rorato no Sul do Brasil

Ângelo Rorato, nasceu em Chiarano, província de Treviso, região do Vêneto, norte da Itália. Não conseguimos datas referentes ao nascimento, casamento e morte do mesmo, pois faleceu na Itália. Casou com Maria Gottardo (foto acima), nascida em 1819, também em Chiarano. Filha de Giovani Batista Guttardo e Ana Manzatto. Maria veio viúva para o Brasil com seus filhos. Aqui aportou em 15 de abril de 1887, e aqui faleceu em 17 de outubro de 1989, dois anos após sua chegada. Foi sepultada em Vale Vêneto. O casal foi abençoado com 4 filhos: Giovanni Batistta, Filomena Francesco Giácomo e Isaco.

Certidão de Nascimento (2ª via) de Francesco Giácomo Rorato, feita em 1994 em Chiarano.

Maria Gottardo Rorato, instalou-se em Vale Vêneto, ficando próxima de seus filhos, que eram Filomena foi com sua família para São Rafael. Francesco permaneceu em Vale Vêneto e Isaco se estabeleceu em São João do Polêsine. Giovanni Batista, o filho mais velho, desembarcou no Brasil no ano seguinte, no dia três de janeiro de 1988, e se instalou em São Rafael. Giovanni chegou na colônia, juntamente com mais oito famílias de imigrantes, com 60 membros de várias regiões italianas.A matriarca faleceu há apenas dois anos após sua chegada, no dia 17 de outubro de 1889, com 70 anos de idade, e foi sepultada no primeiro cemitério de Vale Vêneto. Acredita-se que possa ter morrido provavelmente por aborrecimento e depressão, em função de sua idade e também pelas dificuldades da viagem e do sofrimento neste período de sua adaptação no novo mundo. Mas, seus briosos e guerreiros filhos, continuaram a saga desta senhora que foi exemplo de muita coragem e tenacidade no enfrentamento do grande desafio a que se propôs quando deixou a Itália. A esta mulher de fibra, devemos hoje a nossa existência e sigamos seu exemplo.

Nenhum comentário: